Featured

My First Blog Post

Desapego

Ontem a falar com uma amiga, contava-lhe que pertenço a um grupo que se chama Academia da Mente. 🧐
Esse grupo é liderado por uma Psicóloga que exerce, trabalha e estuda a Mente Humana há mais de 34 anos.
Todos nós Académicos estamos no momento a fazer um Trabalho de 30 dias para vivermos na >Frequência do Amor… e ontem o trabalho era NÃO JULGAR (nunca me apercebo do quão difícil é, não o fazer) quando isso acontece, dizemos “Abro mão do direito que me dei de julgar”.
Isto tudo para dizer que ando um bocado cansada de fazer e dar coisas a pessoas que não valorizam. Por minha culpa? Sim, de certeza.
Foi só um desabafo. Foi só para criar o DESAPEGO em mim🙏😍.
É preciso agradecer o pouco, para que possamos merecer muito…
… mas julguei…e com o que aprendi digo: ABRO MÃO DO DIREITO QUE ME DEI DE JULGAR.
E vamo que vamo, sem mais julgamentos… 

Be yourself; Everyone else is already taken.

— Oscar Wilde.

This is the first post on my new blog. I’m just getting this new blog going, so stay tuned for more. Subscribe below to get notified when I post new updates.

Humildade x Medo

Quanto mais leio e aprendo, mais acredito em coisas que me passavam um bocado ao largo. Alguém me disse “Há um significado forte na palavra Humildade”. Humildade é o reconhecimento das nossas potencialidades, das nossas capacidades, é a aceitação daquilo que somos. E por acaso sabem porque razão sustentamos o Medo? Por Vaidade.

Sim, Vaidade pura e crua. Temos medo de não ser capazes de fazer algo porquê? Porque não queremos mostrar as nossas fraquezas ao outro, Colocamos valores elevados para nós e ficamos com medo de errar. Medo de fazer algo e que alguém diga “Não foi ou não é capaz”.

Somos nós que criamos os nossos medos, devido aos padrões em que nos colocamos.

Por isso eu junto a Humildade com o Medo. Se formos Humildes, nunca teremos Medo de não sermos capazes.

Gratidão pela Aprendizagem.

Sousa

Spunk

Nunca pensei conseguir fazer um Treino destes. Não é um treino fácil. É um treino duro. Mas quando temos uma instrutora que acredita mais em nós do que nós, dá nisto. Há quatro meses atrás eu nunca imaginaria conseguir fazer uma proeza destas.

Sim proeza porque não é fácil correr, saltar à corda, empurrar steps, fazer agachamentos com barras de 10 kilos (mais o varão) às costas, burpees (que quem não sabe o que é, um dia explico :p), jumping jacks, half burpees, clap feet e sei lá que mais, mas eu vou saber o nome dos outros exercícios todos e depois conto-vos.

Tudo isto se passa no Maior, melhor e mais pequeno ginásio do Mundo SUNFITNESS da Charneca da Caparica e da nossa ENORME Instrutora Iara Fitness :D.

Introduce Yourself (Example Post)

This is an example post, originally published as part of Blogging University. Enroll in one of our ten programs, and start your blog right.

You’re going to publish a post today. Don’t worry about how your blog looks. Don’t worry if you haven’t given it a name yet, or you’re feeling overwhelmed. Just click the “New Post” button, and tell us why you’re here.

Why do this?

  • Because it gives new readers context. What are you about? Why should they read your blog?
  • Because it will help you focus you own ideas about your blog and what you’d like to do with it.

The post can be short or long, a personal intro to your life or a bloggy mission statement, a manifesto for the future or a simple outline of your the types of things you hope to publish.

To help you get started, here are a few questions:

  • Why are you blogging publicly, rather than keeping a personal journal?
  • What topics do you think you’ll write about?
  • Who would you love to connect with via your blog?
  • If you blog successfully throughout the next year, what would you hope to have accomplished?

You’re not locked into any of this; one of the wonderful things about blogs is how they constantly evolve as we learn, grow, and interact with one another — but it’s good to know where and why you started, and articulating your goals may just give you a few other post ideas.

Can’t think how to get started? Just write the first thing that pops into your head. Anne Lamott, author of a book on writing we love, says that you need to give yourself permission to write a “crappy first draft”. Anne makes a great point — just start writing, and worry about editing it later.

When you’re ready to publish, give your post three to five tags that describe your blog’s focus — writing, photography, fiction, parenting, food, cars, movies, sports, whatever. These tags will help others who care about your topics find you in the Reader. Make sure one of the tags is “zerotohero,” so other new bloggers can find you, too.